ADERES- AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO EM REDE SUSTENTÁVEL
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
VOTE AQUI:
O 3º SETOR É SOLUÇÃO PARA O SOCIAL NO BRASIL?
SIM:
+ou -
NÃO:
Ver Resultados

  • Currently 2.77/5

Rating: 2.8/5 (921 votos)




ONLINE
1




Partilhe esta Página




AMAZÔNIA VIVA Defendendo os Ríos e Seus Povos:

 

Amazônia Viva

Defendendo os Ríos e Seus Povos

 

 

Map of the Rivers of the Amazon
Wikipedia Commons

 

A bacia do rio Amazonas, com a metade de todas as florestas tropicais remanescentes no planeta, é uma região imensa, quase o tamanho da área continental dos Estados Unidos. Os paises amazônicos são Brasil, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname, e Guiana Francesa.

A região é alvo também pela implantação de projetos de grandes hidrelétricas - mais de 10.000 km2 já foi inundada por barragens na Amazônia Brasileira, e mais de 60 grandes hidrelétricas estão sendo planejadas. Quase dois terços do potencial hidrelétrico do país se encontra nos rios da bacia amazônica, e pressões da industria de barragens seguem o objetivo de construir algumas das maiores represas do mundo na região, afetando a teia frágil de vida aquática terrestre da Amazônia, também expulsando comunidades de povos indígenas e ribeirinhos.

  • Visite nossa base de dados interativa Dams in Amazônia para saber mais sobre as barragens planejadas para a Amazônia

83% da cobertura original da floresta amazônica no Brasil ainda está intacta, e um fator principal na sobrevivencia da floresta foi o fator de ser remoto dos centrais industriais brasileiros. Não obstante uma série de grandes projetos ameaça a acelerar a transformação da Amazonia em exportador de bens primários. Estes projetos precisam de energia e vias de transporte para grandes volumes de soja, madeira, e minérios, e por este motivo, os rios da Amazonia são os pontos focais da Iniciativa pela Integração de Infra–estrutura Regional Sul–americana, a IIRSA, sendo promovido pela Corporação Andina de Fomento e o Banco Interamericano de Desenvolvimento.

International Rivers trabalha com comunidades atingidas pelas barragens, organizações do sociedade civil, movimentos sociais, e povos indígenas para ajudar a lutar contra as barragens sendo planejadas para Amazônia.  Também trabalhamos com governos, bancos, e empresas para promover o diálogo, reformas políticas, e opções alternativas que satisfazem as necesidades de água e energía na região.

Alguns projetos hidrelétricos da Amazônia

  • O Complexo Hidrelétrico do Belo Monte foi planejado originalmente nos anos 70, mas na década dos 2000 a Eletrobrás retomou a idéia de construir o gigante projeto no río Xingu.  Belo Monte inundaria florestas, deslocaria a mais de 20.000 pessoas, e o governo brasileiro já cometeu várias violações de diretos humanos durante seu planejamento e construção.
     
  • As hidrelétricas Santo Antônio e Jirau estão sendo planejadas para o rio Madeira, principal tributário do rio Amazonas.
     
  • Uma série de barragens está sendo planejada para os ríos Tapajós, Teles Pires, e Juruena da Bacía do Tapajós, também tributários do río Amazonas.  As barragens inundariam parques nacionais, reservas ecolôgicas, e terras indígenas. 
     
  • Pretendem–se construir 80 barragens nos rios Araguaia e Tocantins, que deságuam perto da foz do rio Amazonas.
     
  • Na amazônia peruana também está sendo planejada uma série de grandes barragens nos ríos Inambari, Ene, e Marañón, a montante do Brasil.
     
  • Outras grandes barragens na Amazônia estão sendo planejadas nas regiões amazônicas do Bolivia, Equador, Guiana, e Suriname.
     
Attached files: 
More information: 

Instituto Socioambiental, fonte excelente de notícias sobre a Amazônia, com maps temáticos sobre problemas ambientais, áreas protegidas, e reservas indígenas.