ADERES- AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO EM REDE SUSTENTÁVEL
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
VOTE AQUI:
O 3º SETOR É SOLUÇÃO PARA O SOCIAL NO BRASIL?
SIM:
+ou -
NÃO:
Ver Resultados

  • Currently 2.77/5

Rating: 2.8/5 (921 votos)




ONLINE
2




Partilhe esta Página




Casas ecologicamente corretas ONG Habitat:

Iniciativa da ONG Habitat para a Humanidade vai fazer intervenções em moradias de pessoas de baixa renda em Recife (PE) para torná-las mais sustentáveis, nas quais irão priorizar a economia de recursos naturais, como água e energia. 
Na publicação sobre "Moradia e qualidade ambiental como política de Estado" do IDS (http://goo.gl/eqMiaP) e na Roda de Conversa sobre Reforma Urbana (http://goo.gl/21SlkZ) foram debatidas maneiras de melhorar as condições das moradias para reduzir o déficit habitacional e também como integrar as habitações aos espaços e cidades onde estão localizadas, por meio da melhoria do espaço público! Leia aqui também a entrevista do IDS com o diretor-executivo da Habitat para a Humanidade internacional, Jonathan Reckford: http://goo.gl/KaLPSy

Garrafa PET com água e água sanitária é encaixada no telhado para absorver a luz do sol

 

Dez casas do Alto José Bonifácio e da Bomba do Hemetério, na Zona Norte do Recife, vão ser contempladas por uma iniciativa para tornar habitações de famílias de baixa renda mais sustentáveis. O projeto piloto Melhorias Habitacionais Sustentáveis, da ONG Habitat para a Humanidade, foi um dos seis vencedores dos editais lançados pela Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife (SMAS) para financiar propostas da sociedade civil na área ambiental. As intervenções nos imóveis começam amanhã.

As soluções apresentadas são diversas e priorizam a economia de recursos naturais, como água e energia. Alguns imóveis vão receber telhados por onde o vento consegue circular e coberturas que favorecem a iluminação solar. Outras, banheiros com descargas que controlam o fluxo de água. Há também projetos para construção de muros verdes que podem reduzir em até três graus a temperatura do ambiente e lâmpadas feitas com garrafas PET cheias de água e água sanitária.

A primeira beneficiada será a desempregada Inês Maria da Silva. Ela mora numa habitação precária de dois cômodos no Alto José Bonifácio com uma filha e dois netos. Embora tenha escolhido a construção do banheiro ecológico, a equipe da Habitat concluiu que casa precisava de intervenções urgentes na fachada e no telhado. “A alegria foi tanta quando disseram que iam melhorar minha casa que até adoeci”, conta.