ADERES- AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO EM REDE SUSTENTÁVEL
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
VOTE AQUI:
O 3º SETOR É SOLUÇÃO PARA O SOCIAL NO BRASIL?
SIM:
+ou -
NÃO:
Ver Resultados

  • Currently 2.77/5

Rating: 2.8/5 (921 votos)




ONLINE
1




Partilhe esta Página




AUDIÊNCIA PUBLICA COMITÊ BACIAS HIDROGRÁFICAS

CBH TAPAZONAS COMITÊ  DE BACIAS HIDROGRÁFICAS

(TAPAJÓS+AMAZONAS)

 

CONVITE:

 AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE A CRIAÇÃO DO COMITÊ DE BACIAS HIDROGRÁFICAS DOS RIOS TAPAJÓS E AMAZONAS.

 

 

PODER LEGISLATIVO

 

 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM

 

 

 

ESTADO DO PARÁ

 

 

 

OFICIO Nº 030/2015-GP                                                                                                                                                            

 

  Santarém-PA 09 de Junho de 2015.

 

 

 

 

 

 

 

       REGINALDO CAMPOS, Presidente da Câmara Municipal de Santarém, Estado do Pará, tem a honra de convidar Vossa Senhoria para audiência pública a ser realizada nos dias 26 de junho do ano de 2015, nos horários das 08:00hs às 12 e das 14:00hs às 18:00hs, no Plenário “BENEDITO MAGALHÃES”, da Câmara Municipal de Santarém-PA.

 

 Tendo em vista que a Amazônia detém a maior bacia hidrográfica do mundo. Por isso, não queremos que a gestão da água na Amazônia siga a mesma lógica da exploração dos demais recursos naturais. A gestão de águas tem um importante instrumento no Brasil: a lei nº 9.433, de 1997, a Lei das Águas, essa Política trouxe, como principais fundamentos, a convicção de que “a água é um recurso natural limitado” (art. 1º, II) e de que, “em situações de escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos é o consumo humano e a dessedentação de animais (art. 1º, III)”. E tem, como objetivos, “assegurar à atual e às futuras gerações a necessária disponibilidade de água, em padrões de qualidade adequados aos respectivos usos”; “a utilização racional e integrada dos recursos hídricos”; e “a prevenção e a defesa contra eventos hidrológicos críticos de origem natural ou decorrentes do uso inadequado dos recursos naturais”. Dentre outros avanços destacamos a criação de Comitês de Bacias Hídricas Participativos são outros grandes avanços dessa lei, que são fundamentais. Considerando que a bacia hidrográfica amazônica é a mais importante do mundo,  que hoje sofre de ameaças de grandes empreendimentos nas bacias hídricas dos rios Tapajós e Amazonas, bem como, rio Teles Pires, Madeira, Ji-Paraná, Negro, Solimões, Branco, Oiapoque, Jari, Araguaia, Tocantins e Trombetas.

Considerando ainda que a Justiça Federal do Amazonas determinou em decisão que a Agência Nacional de Águas (ANA) se abstenha de emitir Declaração de  RESERVA de Disponibilidade Hídrica (DRDH) para qualquer empreendimento Que esteja sendo licenciado na bacia dos rios Solimões e Amazonas enquanto não for instituído o Comitê de Bacias Hidrográficas. Assim os comitês de bacia, constituídos com participação social, que podem fazer o plano de uso dos recursos hídricos.

 

Com essa preocupação é que esta Câmara de Vereadores através de seu Presidente, tem a honra

 

De convidar vossa Excelência para participar da AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE A CRIAÇÃO DO COMITÊ DE BACIAS HIDROGRÁFICAS DOS RIOS TAPAJÓS E AMAZONAS PARA FORMATAÇÃO DO COMITÊ INTERESTADUAL DE BACIAS DOS ESTADOS DO AMAZONAS, PARÁ E AMAPÁ.

 

Sem mais para o momento, e aguardando o comparecimento pessoal de Vossa Senhoria no referido evento, que é, sem dúvida, de interesse de toda população dos três estados, aproveito o ensejo para renovar protestos de consideração e apreço.

 

  

 

 Ver. REGINALDO CAMPOS

 

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM

 

 VAMOS SALVAR O MAIOR RIO DO MUNDO?

 

 

Segue nosso contato !

 

 

OSMAR SILVA 

 

Presidente  

 

ADERES

 

 

 

 

 

 

Presidente do Forúm Nacional de Comitês de Bacia Hidrográficas, Affonso Henrique de Albuquerque...
G1.GLOBO.COM
   ·  · 

FENÔMENO 'TERRAS CAÍDAS' EM SANTARÉM PARÁ

 

COMITÊ GÊSTOR DACIAS DOS RIOS

TAPAJÓS+AMAZÔNAS(TAPAZONAS)

  Precisamos criar uma lei de sustentabilidade ambiental e de defesa sócio econômica.
Pautada nas politicas da resoluções do Conama 
precisamos de criar o COMITÊ DE BACIAS DOS RIOS TAPAJÓS/AMAZÔNAS (TAPAZONAS)

estabelecer, mediante proposta do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis-IBAMA, dos demais órgãos integrantes do SISNAMA e de Conselheiros do CONAMA, normas e critérios para o licenciamento de atividades efetiva ou potencialmente poluidoras, a ser concedido pela União, pelos Estados, pelo Distrito Federal e Municípios e supervisionado pelo referido Instituto;
determinar, quando julgar necessário, a realização de estudos das alternativas e das possíveis conseqüências ambientais de projetos públicos ou privados, requisitando aos órgãos federais, estaduais e municipais, bem como às entidades privadas, informações, notadamente as indispensáveis à apreciação de Estudos Prévios de Impacto Ambiental e respectivos Relatórios, no caso de obras ou atividades de significativa degradação ambiental, em especial nas áreas consideradas patrimônio nacional;
decidir, por meio da Câmara Especial Recursal - CER, em última instância administrativa, em grau de recurso, sobre as multas e outras penalidades impostas pelo IBAMA;
determinar, mediante representação do IBAMA, a perda ou restrição de benefícios fiscais concedidos pelo Poder Público, em caráter geral ou condicional, e a perda ou suspensão de participação em linhas de financiamento em estabelecimentos oficiais de crédito;
estabelecer, privativamente, normas e padrões nacionais de controle da poluição causada por veículos automotores, aeronaves e embarcações, mediante audiência dos Ministérios competentes;
estabelecer normas, critérios e padrões relativos ao controle e à manutenção da qualidade do meio ambiente, com vistas ao uso racional dos recursos ambientais, principalmente os hídricos;
estabelecer os critérios técnicos para a declaração de áreas críticas, saturadas ou em vias de saturação;
acompanhar a implementação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza-SNUC conforme disposto no inciso I do art. 6 o da Lei 9.985, de 18 de julho de 2000;
estabelecer sistemática de monitoramento, avaliação e cumprimento das normas ambientais;
incentivar a criação, a estruturação e o fortalecimento institucional dos Conselhos Estaduais e Municipais de Meio Ambiente e gestão de recursos ambientais e dos Comitês de Bacia Hidrográfica;
avaliar regularmente a implementação e a execução da política e normas ambientais do País, estabelecendo sistemas de indicadores;
recomendar ao órgão ambiental competente a elaboração do Relatório de Qualidade Ambiental, previsto no inciso X do art. 9 o da Lei 6.938, de 1981;
estabelecer sistema de divulgação de seus trabalhos;
promover a integração dos órgãos colegiados de meio ambiente;
elaborar, aprovar e acompanhar a implementação da Agenda Nacional do Meio Ambiente, a ser proposta aos órgãos e às entidades do SISNAMA, sob a forma de recomendação;
deliberar, sob a forma de resoluções, proposições, recomendações e moções, visando o cumprimento dos objetivos da Política Nacional de Meio Ambiente;
elaborar o seu regimento interno.
São atos do CONAMA:


Resoluções, quando se tratar de deliberação vinculada a diretrizes e normas técnicas, critérios e padrões relativos à proteção ambiental e ao uso sustentável dos recursos ambientais;
Moções, quando se tratar de manifestação, de qualquer natureza, relacionada com a temática ambiental;
Recomendações, quando se tratar de manifestação acerca da implementação de políticas, programas públicos e normas com repercussão na área ambiental, inclusive sobre os termos de parceria de que trata a Lei no 9.790, de 23 de março de 1999;
Proposições, quando se tratar de matéria ambiental a ser encaminhada ao Conselho de Governo ou às Comissões do Senado Federal e da Câmara dos Deputados;
Decisões, quando se tratar de multas e outras penalidades impostas pelo IBAMA, em última instância administrativa e grau de recurso, por meio de deliberação da Câmara Especial Recursal - CER.


 

  Vésperas de perderem suas terras para mais uma megausina hidrelétrica estratégica para o governo federal, comunidades do Rio Tapajós, um dos mais preservados do país, preparam-se para defender o que é seu. Assista ao documentário produzido pela Agência Pública. 

 

Agradecemos sua visita !

 

Doações entre em contato nosso jurídico e saiba como obter benefícios sociais dentro da lei de parcerias:CNPJ:11.286.137/0001-70

 

 Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.